contato@spnweb.com.br
(71) 3508-7739  |  99611-7114
Criação de Sites, Mídias Sociais, Loja Virtual, Merketing Digital
Marketing Digital, Consultoria digital, Adwords, SEO - Salvador Bahia
E-commerce, Loja virtual, Leads - Salvador Bahia
Criação de sites responsivos

Salvador é a cidade do carnaval até nas redes sociais

Salvador é a cidade do carnaval até nas redes sociais

 

Bahia, Brasil, carnaval, redes sociais, festa, diversão, Salvador

A MITI Inteligência realizou um estudo inédito sobre os destinos mais procurados no Brasil para o carnaval e constatou que, nas redes sociais, Salvador é a cidade mais citada quando esse é o assunto em pauta. No período de 12 a 16 de janeiro de 2011, foram monitoradas, pela plataforma postX, interações no Twitter, Facebook, Youtube, blogs, fóruns e sites de reclamação, para encontrar citações sobre as cidades mais visadas para o feriado.

 

“A partir da relação feita pelo Ministério do Turismo, dos estados com maior infraestrutura turística, procuramos verificar as interações sobre as principais cidades nas redes sociais”, explica Elizangela Grigoletti, gerente de inteligência e marketing da MITI Inteligência. Foram encontradas mais de 20 mil interações citando as cidades: Salvador, Olinda, Rio de Janeiro, São Paulo, Ilhéus, Porto Seguro, Porto de Galinhas, Ouro Preto, Recife e Fortaleza.

 

Contrariando as expectativas e os grandes investimentos com os desfiles das escolas de samba nas capitais paulista e carioca, a cidade mais mencionada nas redes sociais foi Salvador, com 23,77% das interações encontradas. Quando o assunto é carnaval, 80,6% dos posts são positivos, falando, em especial, sobre o status de participar do melhor carnaval do mundo, na capital baiana. “Verifica-se ainda uma quantidade mínima – 3,4% – de comentários negativos, a respeito, principalmente, dos problemas estruturais da cidade ao receber o grande número de turistas esperado para a festa”, comenta Elizangela.

 

Após Salvador, as cidades mais citadas foram Rio de Janeiro e São Paulo, em 17,4% e 16,9% das interações, respectivamente. No caso da capital carioca, há mais comentários negativos do que positivos. “No período monitorado, uma quantidade significativa de usuários questionava o investimento que o governo faz no carnaval, em contraposição com a falta de atitude governamental para evitar desastres como os deslizamentos na região serrana do Rio”, observa.

Em contrapartida, quando se referem às viagens de turismo ou intenção de viajar, São Paulo é a cidade mais citadas pelos internautas. Rio de Janeiro fica em segundo, com uma diferença de apenas 4 pontos percentuais, seguida de Salvador com 25% das menções.

 

Quando o termo monitorado é apenas “carnaval”, percebe-se que mais da metade dos comentários são positivos (50,2%), remetendo aos dias como tempo de festa, diversão e descanso. Ainda há, entretanto, cerca de 15% de interações negativas, principalmente, de usuários que não gostam do carnaval e reclamam sobre os excessos que os foliões cometem nesses dias.

 

Na imprensa

 

No mesmo período, a MITI Inteligência capturou mais de 7.800 notícias sobre as cidades preferidas do carnaval, por meio da plataforma Clipping Express. Nesse caso, Salvador continuou como a cidade mais citada, mas seguida por Recife e Fortaleza. De forma geral, a imprensa notificou tanto a preparação quanto a expectativa para a festa nessas cidades, famosas pela longa duração do carnaval.

 

Há ainda muita repercussão, tanto nas redes sociais quanto na mídia on-line, sobre destinos alternativos para as pessoas que não gostam do carnaval, mas querem aproveitar os dias de folga para viajar. São destinos que abordam o turismo ecológico, como nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Goiás.

 

“Com esse estudo, podemos comprovar que, cada vez mais, os desejos e expectativas dos consumidores estão disponíveis na web. As conversas que eram particulares agora são compartilhadas nas redes, e os governos e empresas precisam estar atentos a esse movimento e monitorar essas informações de maneira a definir suas estratégias de atuação”.

 

http://fonte.miti.com.br

 


Parceiros