contato@spnweb.com.br
(71) 3508-7739  |  99611-7114
Criação de Sites, Mídias Sociais, Loja Virtual, Merketing Digital
Marketing Digital, Consultoria digital, Adwords, SEO - Salvador Bahia
E-commerce, Loja virtual, Leads - Salvador Bahia
Criação de sites responsivos

Golpe do iPad faz vítimas no Facebook

Golpe do iPad faz vítimas no Facebook

Usuários do Facebook estão recebendo ofertas de um iPad grátis para testes. Mas o tablet é apenas uma isca para levar as pessoas a revelar seus dados pessoais, como endereço residencial e e-mail.


O ataque foi relatado pela BitDefender, empresa especializada em segurança. Ele emprega um caminho tortuoso, com duas iscas para enganar o usuário. Primeiro, a pessoa recebe uma notificação em sua página do Facebook e um e-mail informando que ela foi nomeada administradora de uma determinada conta na rede social. A ideia é levar a vítima a visitar a página onde estariam os detalhes sobre essa mudança de conta.


A página aparenta ser do Facebook, mas foi criada pelos cibercriminosos. O usuário é, então, redirecionado a outra página maligna, onde recebe a oferta de experimentar um iPad 2, da Apple. O site informa que a Apple estaria oferecendo 10 mil tablets para os usuários fazerem um test drive. Para receber o seu, a pessoa deve preencher um formulário com vários dados pessoais, incluindo seu endereço residencial, para onde seria enviado o iPad.


A nova ameaça vem se juntar a outros tipos de ataques que já vêm acontecendo no Facebook, como os aplicativos malignos que enganam o usuário. "Esse golpe é muito agressivo e eficiente porque usa dois mecanismos de divulgação específicos do Facebook que dão boa visibilidade: notificações e e-mail direto", avalia Catalin Cosoi, chefe do Laboratório da BitDefender de ameaças online.


O ataque também tem a peculiaridade de empregar duas iscas: a curiosidade sobre a página que a pessoa teria passado a administrar e o iPad. Para evitar a armadilha, a primeira – e óbvia – recomendação é não preencher o tal formulário. Em segundo lugar, a pessoa deve remover seu nome da lista de administradores da página maligna. As instruções para isso estão disponíveis no próprio  


info.abril.com.br/conteudos


Parceiros